quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Blog da Leili - Mineiro: torresmo, café e pão de queijo

Coffee People,

      Esses dias, passei pelo  Blog da Leili, um blog com textos muito bem escritos, com receitas ma-ra-vi-lho-sas, cuidadosamente explicadas e fotografadas e que a gente percebe que é feito com muito carinho pela Leiliane. 

      Um post em especial chamou minha atenção: " Mineiro: torresmo, café e pão de queijo". Nele, a Leili fala de coisas que todo mineiro entende bem. Vocês sabem que minha família é parte mineira e nossas reuniões não acontecem na sala, mas sim na cozinha!!! Ao ler o texto, nos identificamos e, portanto, resolvi reproduzi-lo (com autorização da Leili) aqui no Cheirinho de Café. 

      Apreciem!


      Ser mineiro é bom demais. Nessas andanças por Tupaciguara (minha cidade) e por BH (cidade do Daniel – meu marido), a gente mata a saudade dos costumes, do sotaque e das delícias mineiras. Brasília é perto de Minas e tem muito mineiro. Aqui é até facil e acessível encontrar bons ingredientes e boa comida mineira. Mas tem alguns detalhes que nunca são iguais aos da nossa casa. Meu pai faz um torresmo muito bom, sem aquela pele grossa e dura. Mais nova, eu achava que torresmo certo era feito assim. E que esses torresmos feitos com pele eram uma enganação. Digo pra vocês que se o torresmo for só de pele de porco, não é torresmo, é pururuca. E são coisas diferentes. O torresmo é a barriga do porco frita até ficar douradinha e sequinha e começar a sair fumaça. É como se fosse um bacon frito, ao invés de defumado. Pode ter pele ou não. Mas só a pele frita não é torresmo nem de longe. O sabor, a textura e o preparo são bem diferentes.

      Desde pequena sempre tomei café. Lá na casa dos meus pais, prepara-se café pelo menos três vezes ao dia. Pela manhã é um café mais fraco e doce para acompanhar o pão com manteiga. Depois do almoço é café um pouco mais forte para segurar o sono após a refeição. E pela tarde é um cafezinho e um lanchinho. Minha avó tinha um pé de café em casa; ela mesmo colhia, secava e torrava os grãos, que eram moídos na hora de coar o café. Era bom demais. Lá em Tupaciguara tem uma fábrica de café chamada Café Mesmo. É bem gostoso… no dia que torram o café, a cidade fica aromática. Aqui em Brasília, encontrei um café que me lembra bem os aromas do cerrado lá da minha região. Tenho usado este sempre e estou gostando muito: Melitta Regiões Brasileiras.


      E o pão de queijo! Tenho feito algumas experiências com esta receita. E há várias versões. Depois que ganhei uma batedeira de presente da minha Tia, nunca mais amassei pão de queijo no braço. Gente, é ótimo, rapidinho. Basta que sua batedeira tenha capacidade e acessórios para fazer massas mais pesadas. Mas nem precisa ser daquelas mais caras e importadas. Hoje em dia existe uma versão mais simples e acessível da Planetária da Arno que serve bem (é da minha).

Enfim, ser mineiro, com torresmo, café e pão de queijo de verdade é bom demais dá conta, sô!


Leili, 
um abraço apertado e obrigada por permitir a publicação do seu texto aqui no Cheirinho de Café!

Espero marcar nosso cafezinho! Vou cobrar! .....e de preferência, você pode levar uma pamonha daquelas que você publicou no seu blog de presente para mim! #caradepau

Beijos, Thays!


8 comentários:

  1. Sandro Barros (STJ)28 de agosto de 2013 21:41

    Muito legal o post!
    Vou ali na cozinha fazer pão de queijo e já volto!!!

    ResponderExcluir
  2. Adorei vou seguir o blog da Lili tbm!

    ResponderExcluir
  3. Olá Thays,

    Obrigada por valorizar esse texto e replicá-lo aqui no seu blog.
    Já até ganhei novos seguidores, como o Sandro Barros.
    Um grande beijo e até nosso café!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leili,

      Eu é que agradeço a generosidade!

      Beijão!

      Excluir
  4. Oi Thays,
    Òtimo o texto da Leili que tenho o prazer de partilhar da amizade.Ela é realmente uma pessoa muito especial e querida.
    Bj,
    Lylia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lylia!
      Como não conheci seu blog antes? Já virei seguidora e anotei um montão de receitas gostosas!
      Espero ter o prazer de conhecê-la pessoalmente, bem como a Leili, sua amiga e tbm blogueira.
      Um grande abraço,
      Thays
      Cheirinho de Café - www.cheirinhocafe.blogspot.com.br

      Excluir