segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Conversa com o barista Márcio Dias - Chef de Cafés do Quitinete


Márcio preparando a Art Latte

   Durante o TNT Art Latte/ ZUU a.Z d.Z, tive o prazer de conversar (interrogar seria mais correto) com o Chef de Cafés do Quitinete_ Márcio Dias (que, inclusive, foi o vencedor do duelo de baristas da noite). Parabéns pela vitória, Márcio!

      Olha...a história do cara é show! Ele começou trabalhando na rede Mara Alcamim como operador de caixa da Universal Diner, onde ficou por uns 4 meses e depois foi para o ZUU a.Z d.Z, com a mesma função. Ele observou que o restaurante servia pratos de primeira, vinhos de ótima safra, mas...faltava um café de qualidade para finalizar o serviço!

      Márcio, que já havia trabalhado em cafeterias anteriormente, sugeriu que colocassem uma máquina de espresso no ZUU a.Z d.Z e deixassem que ele ficasse encarregado de preparar o café para os clientes. Após aproximadamente dois meses,  a máquina já estava no restaurante e a própria empresa financiou todos os cursos necessários para o desenvolvimento desse observador funcionário. 

Um dos alunos do Márcio (que também mandou muito bem no duelo dos baristas), eu e Márcio.

Márcio e os baristas Suzane Ferreira e Saulo do Café Cristina.

      São Paulo, Rio de janeiro, Minas Gerais_ regiões berço da História do Café no Brasil_ foram os locais escolhidos para os cursos e treinamentos realizados pelo Márcio durante seu preparo como barista, até porque na época, uns 8 anos atrás, Brasília não oferecia cursos nessa área.

      Então, desde 2001/2002 ele é o Chef de Cafés do Quitinete  (#nãoépraqualquerumnão), e fala da bebida como quem fala de um tesouro! Dá para perceber o prazer que ele tem no trabalho que exerce! Márcio me falou uma coisa linda e que me fez ver o café com mais carinho ainda. Disse que o espresso que está agora na nossa xícara levou em média de 6 a 8 anos para existir: anos para a semeadura, o crescimento dos cafezais, o desenvolvimento dos grãos, a seleção de bons frutos, colheita, secagem, torrefação...


Márcio no duelo com o Bruno Okamoto do Tio Gú Café-Creperia!


      Perguntei para o Márcio quais cafés ele gostava de tomar, uma vez que o cara toma de 15 a 20 xícaras de café por dia (não exagerei). Orfeu, Cristina Colina da Pedra, Café Fazenda Pessegueiro, Quitinete (claaaaaro!) foram alguns citados por ele.

      Quem ficou interessado em fazer um curso com esse baristão (barista + fodão) pode ficar feliz porque o Márcio me contou que está preparando um curso para iniciar daqui uns dois meses. Terá formação para barista, latte art, degustação, campeonato, etc.



      Para finalizar, ao ser questionado como preparar um bom espresso, ele se saiu muito bem, me dizendo que o fundamental são os 4 Ms, mas que no Quitinete são 5 Ms:

1-Máquina
2-Moinho
3-Micela (blend) 
4-Mão do barista
5-Márcio (#modéstiaparte)


Márcio no duelo com Daniel Viana!

Obrigada Márcio pela simpatia, por essa "entrevista" e por nos dar um show no TNT Art Latte Festival!

3 comentários:

  1. Paulo Arlindo Souza1 de agosto de 2011 17:22

    A história de vida do cara é de um vencedor!

    ResponderExcluir
  2. Ele fica direto no Qitinete? Eu nunca vi ele lá.

    ResponderExcluir